Escolho Fotos que me Inspirem

Fotógrafo - Pede AQUI para retirar a Foto do Artigo

Voltar ao BLOG
  • Francisco Capelo

Chef - mas pouco

Atualizado: Abr 4



"- Só uma IDEIA tem o poder de se espalhar assim" - V de Vingança

(não é nada pessoal é apenas uma citação catita ok - gosto de BD)

Muito provavelmente seríamos os melhores amigos se te conhecesse pessoalmente

(tens bom coração como eu)



Anda por aí um moço que trata mal outros moços e mocitas e até lhe constroem gigantes armazéns na Amazónia ou Babilónia ou Estónia ou qualquer coisa que rime com tal coisa e com uns pouquitos vinténs de uns alguéns ou zé ninguéns se fazem milagres em pouco tempo no espaço- tempo, que vejam lá que o tuga pra isso tem sempre um dinheirinho escondidinho na caminha ou nem que peça emprestadado à chatinha da priminha da vizinha.


Pobre e remediado e melancólico e no entanto feliz país, sim - mas isso é só para a populaça ver, que os donos disto tudo nem se alembram de que essa toda populaça é sequer raça que sequer exista nesta tão nobre e talvez pobre vida esquecida ali mesmo à esquina da loja fina.


Distraídos – como Einstein! Génios absolutos – só pode mesmo ser tal coisa!!



Desde já forneço nova dica e dessa dica de novo me esqueço..



"Nova" canção pimba:


- Ele berra para a esquerda.. e grita grita..

- Ele grita prá direita.. e berra berra..



Nós tugapatos somos bastante isso mesmo – apenas piquenos patos, que grasnam um poucochinho para o amigo nos ver dizer que também o sabemos fazer tão bem – também nós para a esquerda – mas é mais prá direita que tal coisa tãaaao linda sucede!! – Yá?? Vejam lá isso, enterrem de novo o tal tipo das barbas que até alguns outros génios consideram também um génio como eles mas cujas ideias têm de ir para o caixão dele. Disso e das barbas não se esqueçam. Tem mesmo de acontecer sinão o PPL acordava Mesmo prá Vida e ia ser uma revolution como dizia o Prince! Ahh... Carlos Max ou Maxi qualquer coisita era o seu nome talvez -j á não me alembra também, distraído como os outros génios todos vejam lá!


Será que tenho tanto "Talento" como os meus "Ídolos"?? mesmo? Enfim, deixa sonhar o poeta que sou pois sou apenas poeta e os poetas a sério deixam de ser eles mesmos para serem os poetas que os outros consideram mesmo mesmo Poetas a sério - ufff uma complicação esta vida de adulto a sério! Tenho de ver isto na BD de não sei do quê pra ver se vem lá a matéria e aprender tutti de nuevo.. ahh pobre e triste poeta na terra dos tristes poetas e dos poetas mesmo tristes - que tal gente em farda de gente de sempre que não se alembram que tal coisa existe! Terra mesmo santa de tão santo esquecimento no Tempo e no espaço e até já de um certo e determinado cansaço..



Empadas, bolos de cenoura, beringelas em escabeche, pudim de natas.. um Chef mesmo talentoso! Mas que errou na profissão! Digo-lhe eu, em vão! Ahh sorte maldita.. ahh vida tão tão acabadita… e que nem o futuro vai lembrar.. de que tal ser chegou mesmo a ser e a estar..



Aqui não há Poesia – só tachos!

Só mesmo bela e transformadora Gritaria!

No país dos outros tal sucede, mas só aos capachos!

Para os lembrar da sua fome e sede e calmaria!



Ohh que gente tão tão contente..

Ahh, tarefa tão ingrata e inglória..

Ser o mesmo trolha de sempre…

Tão perto daqui até à Glória!



Mas quem lhe dá pão de ló é que é culpado!

Nada quis da- sua- própria- gente recordar ou sentir!

E ele por ali vai indo sem ir a nenhum lado!

A ferver em pouca água de repente e a correr e a rugir!



E parece pensar mesmo- que- sabe- pensar!

O menino de outra banda e outro lugar!

Mas aqui sim é o seu mágico destino..

Para se tornar de novo um novo outro menino


Rapazes e raparigas, vos digo em consciência:


- Aqui habita a Ausência.



Não pesquem de tal luminosa mentalidade..

Nenhum peixe que caiba no saco

Apenas lhe digam, em plena realidade..

És um Mestre velhaco!



Tais alunos, tão espertos ou só espertinhos

Que preferem também eles ser uns menininhos

De fazer corar o mesmo coro de sempre!

De outros mundos e outra gente..



Chef! Hás-de ser meu Salvador!

E tirar-me tudo – até a dor!

Dor da existência a teu lado..

Ahhh que triste e tão nobre Fado…



Quero por agora acabar por aqui

E também como ele- não- vou- a- nenhum- lado

Fico neste mesmo sítio e neste lugar

À espera de um menino que saiba mesmo pensar e falar



- Mãe, mãe, é um comboio? Um avião?


- Não, meu filho.. NÃO……


Come a empada.

Porque o que vai ali é ilusão..


Não é meu menino, NADA.




(dedicado ao meu Povo Português - vejam aí no Dicionário a definição)




1,831 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Voltar ao BLOG