Escolho Fotos que me Inspirem

Fotógrafo - Pede AQUI para retirar a Foto do Artigo

Voltar ao BLOG
  • Francisco Capelo

Paixão pela TRAIÇÃO

Atualizado: Abr 15


(obrigado Professor Óscar Soares Barata pela sua paciência e sabedoria)



Muitos andam por aí meio distraídos, e até costumam recomendar aos outros livros que eles próprios Nunca na vida teriam interesse em ter debaixo da mesa como calço, para os copos e talheres não caírem. Depende do número de páginas e da espessura do livro, claro, senão o copo ainda caía mesmo e a criancinha cortava-se e a mãezinha chorava até mais não e a avozinha lá teria de fazer o curativo para toda a gente – penso, vassoura e apoio emocional.


É algo que envolve bastantes valências, como se vê – chamem aí os bombeiros, o senhor da loja do chinês que até tem pensos inovadores e um psicólogo, um psicoterapeuta da escola Byron ou Tyron ou Zyon – que a coisa há-de resolver-se, estou certo disso, em duas horas e 5 minutos e alguns segundos. Nem que seja preciso usar mesmo a técnica do espelho do Lacan, para compor e adoçar esta situação tãaaao complexa, porque isto de Ser mesmo um Humano dá bastante trabalho – a bastante gente. Não é fácil existir, respirar, comer, talvez orar e também amar. Uff.. vida complicada, que as pessoas nem sabem a trabalheira que isto dá!



Mas, curiosamente ou talvez- nem- tanto- como- isso, os comentários de:


. “Obra prima magistral”,

. e “Fantástico romance mágico”,

. e ainda “Este têm mesmo de ler!”


- pertencem a… esses que andam- por- aí- meios- distraídos - ou talvez Não!! Talvez prefiram que os outros- andem- distraídos- por- eles!


Enfim, isto de ser artista visual e Também cientista social... é muito complicado minha gente. Tiramos conclusões sobre essa e outra gente num repente à tangente e simplesmente é sempre finalmente latente que sempre que pensamos sai - ou coelho da toca ou então minhoca.


Estes e talvez estas também costumam sempre adooorar uma visão muuuuito ligeira e de “Análise” muito científica e racionalista e tãaao profunda de um passado que se quer beeem distante – e que alguém feche a porta desse ninho de vespas, que eu tenho de ir ali à nuvem do lado falar com o dEUS certo e já volto, para compor aqui o ramalhete da enorme confusão que eu próprio criei.


Continua a não ser nada fácil existir, apenas – como o nosso simpático e um pouco estranho Giacometti nos lembrava e fazia ver, em obras de arte que existiam ao mesmo tempo que ele e onde esses outros respiravam apenas, bastante atarefados.


Em relação ao rótulo a aplicar a estas pessoas que simplesmente existem num pequeno espaço ao sabor do Tempo – fica ao vosso critério. Pessoalmente, gosto bastante de post-it pois aquilo cai facilmente com a passagem desse mesmo Tempo – fica a sugestão sincera e sinceramente prática - e porque não mesmo algo poética.



Poderia falar-vos de Sócrates e da forma bastante curiosa como ele se “auto- suicidou”, talvez para calar as consciências dos outros à volta – Nunca a sua, que estava bem de saúde até à cobra ou à cicuta ou ao laço fazer o trabalho pelos outros que ali não estavam fisicamente nem queriam estar. Malta que manda recados por outros que fazem recados deviam talvez pensar um poucochinho se esses mesmos recados fazem algum tipo de SENTIDO.


Até porque esses moços que fazem esses recados têm de levar a pizza- que- é- deliciosa- e- baratinha- e- que- já- está- a- ficar- fria- e- já- estão- bastante atrasados. E aqui não estou a falar do “nosso” Sócrates, que anda bem vivinho da silva e talvez a dar uns mergulhitos na praia de qualquer coisa. Como dizia o outro, em jeito de ambígua e tão leve ameaça:



“- Eu vou andar por aí!!”



Bem… e Este nisso parece ter seguido o mesmo conselho – Ele(s) andem mesmo “AÍ”!!


E a razão para este e outros como ele “andarem por aí” e continuarem a ver o sol sem os quadradinhos à frente – como a técnica dos quadradinhos do desenho ou pintura, lá nas lides dos eternamente preguiçosos artistas da treta, isso é outro tanto.. andam por aí também alguns justiceiros munidos de espadas de pensamento e argumentos de vento e plenos de uma terna e justa vocação, mas que preferem que se aplique a tal muuuito garantística justiça um pouco envergonhada e sobretudo que tenha essa tão especial característica: que seja bastante lenta.


E aquilo anda para cima e para baixo e num repente – Zás – o super- herói levou a sua Avante e processo arquivado e aqui vou eu direitinho à minha comidinha na minha casinha lá para os lados de alguma coisinha bastante bonita e singela, que eu não dou trela a esse tãaaao abstracto para o meu palato conceito de jeito chamado e falado “Espírito da Lei”. Porque isso é lá no longínquo ano de qualquer coisa e troca o passo e já nem o próprio Hamurabi se lembrava agora de tal coisa.



Mas continuemos. Quem quis manter à viva força a “Tradição” da “Grande Ciência” quando foi descoberto o que descobriu Newton?


Atenção Verdadeiros cientistas – cuidado com os discípulos que escolhem, meus caríssimos! Não deixem que sejam eles e elas a escolher-vos como Mestres! Nesse restaurante quem pede o prato é o senhor cientista e não confundam lagosta com alpista! Quem vos avisa..


E ainda - quem adiou e adiou e adiou essas descobertas fundamentais até já não ser possível aguentar mais e a partir do momento em que eles próprios seriam postos em causa se não assumissem o ÓBVIO!??


E depois quem daí a uns 45 anos ou um século e 3 dias e 6 segundos e meio ou lá o que foi - quis manter como um Rottweiler as ideias de Newton - quando Einstein rebentou a porta do pensamento lento daquelas cabecinha pensadoras de tão estranho e profundo mundo – num repente tão devastador que foi mesmo impossível enfiá-lo na gaveta mental que a todos interessava??


E quem tentou ridicularizar Darwin?? Hã?


Quem calou de uma vez o Galileu?


- Meu amigo, isto vai ser simples: - ou o meu caro amigo renega as suas ideias ou então.. Kaput!


e nos entretantos curiosos da Graaaaande Ciência - Muuuuito time después..


- Ahh graaaande génio mágico e brilhante!! Aquele tipo afinal estava certo!! Retirem-no da fogueira, que ainda é tempo!! Ahh... a esse Não aconteceu isso... uff.. menos uma morte santa nas consciências santas de tão nobre e santa santidade! Já posso dormir descansadinho! - Menos um problema de moral para resolver daqui a um século..


Se calhar o bon dieu de Jacques Brel pode talvez quem sabe dar uma pista!


Pá... falem agora desses melros irresponsáveis dos artistas! Querem mesmo atirar uma pequenita pedrita para o telhado de cá? A sério??



. Não falem das hipóteses que se tornaram verificáveis e que parece que até resultam na prática!

. E não falem das teorias que depois os apressados querem ver transformadas em Leis absolutas e imutáveis!

. E sobretudo não falem de um processo mental de um ser Verdadeiramente HUMANO que Nunca na vossa muito rica e confortável vida vão entender! - Não a entenderam Nunca quando respiravam a seu lado na Infância, não foi? - Porque Diabo a iriam entender agora??? Perda de Tempo!


Como dizia Picasso, todo bem disposto:


"- Pessoas que tentam explicar telas ladram para a árvore errada!"



Parece que os fraquinhos de espírito e de sensibilidade – querem mesmo ser eles a escrever os manuais para explicarem de FORA as ideias que os outros eles sim graaaandes génios tiveram!


Einstein teve o Nobel? – Teve-o por um detalhe ridículo da sua obra verdadeiramente Monumental! E todos no comité Nobel sabiam isso muito bem! Porque a tendência preocupante de direita bastante agressiva da altura minava Tudo! Ele teve esse “prémio” quando era já absolutamente ridículo Não o atribuir!!


Não falem do graaaande génio de Newton ou de Einstein – isso é palha!! Falem Verdade da Verdade do que Realmente Aconteceu! Na sua vida profissional – e de quem afinal os TRAIU!


Conhecem melhor palavra? Mais melodiosa, talvez? - Mais Verdadeira será Difícil..


Falem das invejas dos colegas- cientistas- nas- horas vagas e das Traições dos seus “professores”!!! – Vamos ao que interessa e deixem a sobremesa intelectual para o trolha- que- cozinha- e- parece- que- é- amigo- da- vizinha ou para o “Chef” de qualquer coisa que- adora- humilhar- o- tuga- no- seu próprio- país (o mesmo país do tuga - vejam lá a coincidência)!!




Professor Óscar Soares Barata, o senhor é Efectivamente um SENHOR. Aquilo que disse de Karl Marx em plena aula magna eleva-o a um patamar de Seriedade Intelectual que os que lá andavam a ver passar a banda nem nunca na sua sempre felizmente curta vida vão entender.


Enquanto aluno - Nunca tive receio de SI como Reitor – como muitos à minha volta tinham. Tinha receio isso sim de pequenas traições de pequenas pessoas que passavam à sua volta – sempre à volta – porque as pequenas pessoas guardam sempre essas pequenas traições para pequenos momentos em que as possam fazer sem deixar grande rasto - sobretudo um rasto que chegue ao conhecimento de pessoas que são realmente íntegras.



O Senhor deixou um Rasto em mim, sim. Mas foi um Outro Rasto. Quero sinceramente pedir-lhe DESCULPA por ter saído da sua aula pouco depois dela ter começado. Lamento que a peça neste momento, em que fisicamente, dizem-me, não se encontra connosco. O Senhor – que é um Senhor, aqui ou no Céu onde pertence – não compreendeu. A turma também não. Mas eu tinha mesmo de ir embora naquele momento. Mas ao mesmo tempo queria VÊ-LO e Ouvi-lo – nem que fossem apenas aqueles 5 ou 10 minutos. Foi uma falta de respeito naquele contexto – e só naquele contexto. Por favor lembre-se de Ortega Y Gasset, e tente perdoar estas minhas tão conjunturais circunstâncias.


Marx também teve bastantes dificuldades para publicar os seus livros como eu estou a ter agora, veja lá a coincidência! As editoras não costumam ter pachorra para o seu próprio trabalho – que é, em princípio e idealmente num mundo realmente mágico e poético… - LER esses livros! Sabe – passar da 1ª página para a 2ª página, como o dolente barco que parece mesmo atravessar de Almada até à Praça do Comércio.


Parecendo algo relativamente fácil – eles e elas Nunca conseguem subir até essa tãaao alta montanha. É mesmo mesmo uma atitude curiosa e dir-se-ia até plena da magia tão bonita e sincera e rápida como se “promovem” “livros” nos dias que correm – das TV´s apressadas até a Jornalistas também apressados até “Livrarias” que se esqueceram de colocar na prateleira certa os livros do autor que até fazia ali bastante falta, veja lá como eles são tãaaaao distraídos!


– Parecem mesmo alguns profs estagiários que foram estagiar e respirar para o local onde o Senhor também existia lá perto. Mas a sua respiração era Outra - tinha Sabedoria.


Descanse em paz. Gosto muito de si e Sempre vou gostar.


Para mim os grandes talentos Nunca morrem – e continuo a referir-me ao meu "principal" Mestre Antoni Tàpies no Presente, por exemplo.


E há algo mais que Nunca em mim há-de morrer – esteja eu vivo ou cientificamente já sem respirar:


- Os professores que eram – EFECTIVAMENTE isso. Apenas praticantes de Pedagogia.


Dê um abraço ao nosso amigo em comum das barbas – um dos dois..





Menina-do-papá Inês e homme-de-mão-do-ps Tiago - digam aí quem afinal TRAIU a nossa GERAÇÃO e a entregou como uma cabeça ceifada numa bandeja de prata - estilo John the baptist i tal..


Falem a VERDADE! Eu queria começar pelas univs o meu trabalho de sapa - só ke o PPL tava mais virado prás politiquices yá?? E prás discos e pró pingue-ponghe e matraquilhos - PENSAR na era connosco yá??


Só távamos ali pra tirar o canudo e ir à nossa vida, ganhar muuuuuito money e pactuar com este "System" - OK? Nada mais! ke isto de usar a cabeça é só prós sociólogos à séria!


- artistas páaa viocês saum mesmo mesmo mesmo complicativos.. comam aí o keijito que os donos do ppl vos mandam comer no chão e tã tudo muita b~em!!


Eu vou começar em qualquer lado, NOW - style Apocalypso Now - táa Kool?


496 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo